18 julho 2010

Austrália um dos paises mais ricos em biodiversidade

A Austrália é um dos maiores paises do mundo em termos territóriais e ocupa posição de destaque em termos de riqueza da natureza. É um país isolado geograficamente o que o torna um dos lugares do planeta com maior número de espécies endemicas com uma flora e fauna muito próprias. Uma importante particularidade da fauna australiana é a ocorrência de diversas espécies marsupiais. As espécies da flora é de número reduzido porem caracterizada pelo grande endeismo.  A sua riquesa natural coloca o país no topo da lista dos países mega diversos, os mais ricos em biodiversidade no mundo.


O isolamento da Austrália tem favorecido a evolução de uma fauna que não se parece com nenhuma outra do planeta. Essa caracteriza-se, sobretudo, pela presença de marsupiais, os animais com uma bolsa para carregar os filhotes mais jovens, entre os quais podemos destacar os cangurus e os coalas. Os mamíferos marsupiais desapareceram no resto dos continentes ao sucumbir à supremacia dos mamíferos placentários.

Devido à idade avançada do continente, os padrões de tempo extremamente variáveis e o isolamento geográfico, a maior parte da biótica da Austrália é única e diversificada. Cerca de 85% das plantas com flores, 84% dos mamíferos, mais de 45% das aves são endêmicas. A Austrália é o país com o maior número de répteis, com 755 espécies.

Na fauna australiana podemos encontrar espécies de caracteristicas únicas no mundo. Destacam espécies como o ornitorrinco, equidna e o tamanduá espinhoso. Quanto à fauna marítima encontram-se baleias, golfinhos, pinguins, lobos-marinhos, focas de diversas espécies e tipos aquáticos. Quanto aos carnívoros, o país conta com uma só espécie, o dingo, ou cão selvagem. A Austrália é o lar de muitos animais perigosos, incluindo algumas das cobras mais venenosas do mundo.Crocodilos só existem nas zonas tropicais. O diabo espinhoso oferece um aspecto feroz, mas na realidade trata-se de um animal de menos de 20 centímetros de comprimento e é totalmente inofensivo.

O canguru é o animal-símbolo da Austrália. O seu habitat situa-se em planícies. A sua alimentação baseia-se em vegetais e frutas. Pesam cerca de 500 g a 90 kg, medindo cerca de 80 cm a 1,60 metros. A sua gestação demora de 30 a 40 dias, dando à luz apenas um filhote de cada vez. Alguns dos maiores cangurus, como o canguru vermelho macho, Macropus rufus, podem medir 1,4 metro da cabeça aos pés. O canguru-vermelho é o maior marsupial do mundo. O número de cangurus é cuidadosamente monitorado na Austrália: existe um equilíbrio entre a necessidade de conservar estas espécies e as demandas dos proprietários de terras.

O ornitorrinco e a equidna só existem na Austrália  e são da familia dos monotremados, diferem se dos outros mamíferos, em particular, pelo seu método de reprodução, põem ovos em vez de dar à luz suas crias. Além disso possuem bico muito semelhante ao de pato e tem caracteristicas anfibias, são consideradas uma das mais estranhas criaturas do reino animal.

O crocodilo de água salgada é a maior espécie de crocodilo do mundo. Na Austrália vivem tanto o crocodilo de água salgada e quanto os crocodilos de água doce.

No sul da Tasmânia pode-se admirar um estranho animal chamado Diabo da Tasmânia, um carnívoro marsupial parecido com a raposa. É o maior carnivoro marsupial que vive nos dias atuais.

A Austrália abriga mais de 800 espécies de aves, das quais cerca de 350 são endêmicas da região zoogeográfica da Australásia, que agrupa a Austrália, Nova Guiné e Nova Zelândia. Destacam os pássaros lira ou pássaros do paraíso, papagaios, cisnes pretos, louros e emus. O emu é a segunda maior espécie de ave atual. Cerca de 200 espécies de aves marinhas vivem na costa australiana, incluindo muitas espécies de aves marinhas migratórias.

Existem mais lagartos na Austrália do que em qualquer outro lugar do mundo,  com representantes de cinco famílias. O lagarto de língua azul é a maior espécie de réptil.

A Austrália também possui mais espécies de serpentes venenosas do que inócuas, outro fato que mostra a singularidade da sua fauna. Trinta e três serpentes marinhas da família Hydrophiidae, habitam as águas setentrionais da Austrália. Algumas delas são extremamente venenosas

Mais de 4.400 espécies de peixes habitam o interior da Austrália; desses, 90% são endêmicas. No entanto, devido à escassez de rios de água doce, da Austrália tem apenas 170 espécies de peixes de água doce. O bacalhau de Murray é o maior peixe de água doce da Austrália. Duas espécies de tubarões de água doce ameaçadas de extinção são encontradas no Território do Norte. A maioria das espécies de peixes da Austrália são marinhos. A Grande Barreira de Corais suporta uma grande variedade de pequenos peixes de recife.

Dos cerca de 200.000 espécies de animais na Austrália, cerca de 96% são invertebrados. Apesar de toda a extensão a diversidade de invertebrados é incerta, 90% das espécies de insetos e moluscos são consideradas endêmicas. Existem 1.275 espécies e subespécies de formigas na Austrália. A Austrália tem uma ampla variedade de aracnídeos, incluindo 135 espécies de aranha.

Nem todos os animais são nativos da Austrália, o país é um dos que possuem o maior número de espécies invasoras ou introduzidas pelo homem. Os camelos foram trazidos do Afeganistão para trabalhar no deserto, porcos, cavalos e coelhos foram enviados também ao continente, e assim, um grande número de outros animais chegaram à Austrália. Isto significou uma problemática alteração do meio ambiente, prejudicando o homem e os animais naturais que lá estavam; muitas espécies desapareceram, embora agora se estejam a realizar trabalhos de proteção para moderar o problema.


A flora na Austrália
A flora da Austrália caracteriza-se pelo reduzido número de formas e pela alta percentagem de espécies endémicas e espécies típicas exclusivas de cada área. Na zona da Cordilheira Australiana encontram-se bosques de eucaliptos, acácias, cedros e pinheiros, enquanto nas terras baixas predominam a savana, as pradarias e a vegetação própria da estepe. Nas regiões mais áridas e nos desertos prevalece uma flora espinhosa conhecida como "scrub". Porém, na região do oeste existem mais de 6.000 variedades de flores, que desabrocham entre os meses de Setembro e Novembro. Mesmo assim, não se deve esquecer que na Austrália os corais e as madrepérolas atingem o seu maior desenvolvimento.

As mudanças climáticas se tornaram uma preocupação crescente na Austrália nos últimos anos, com muitos australianos considerando a proteção do ambiente a questão mais importante que o país enfrenta.

A Austrália foi o primeiro país a declarar uma determinada área como parque nacional no ano de 1879. O país conta com zonas declaradas Patrimônio Mundial, como a Grande Barreira de Coral, os Bosques Pluviais de Queensland, os vales do sudeste da Tasmânia, entre outras muitas zonas. A Austrália conta com 2.000 parques nacionais e reservas.

2 Comentários:

Suziley disse...

A Austrália é um país muito interessante. A sua fauna um encanto. Cangurus que nos fazem "sonhar"...Assisti o filme chamado "Austrália" e as imagens da natureza são, de fato, de encantar. Linda postagem, Cleisson. Um bom domingo, um grande abraço ;)

Animal em Risco disse...

Tava dando uma passada para ver seu blog e vi essa postagem, adoro a Australia, ótima postagem, gostei muito!

Animal em Risco
(www.animalemrisco.blogspot.com)
O Blog Selvagem!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo