15 abril 2009

A crise mundial dos alimentos

O número de pessoas sem comida suficiente para comer em uma dieta regular permanece em persistentemente elevação, com mais de 800 milhões. Mais de 60% das pessoas subnutridas do mundo vivem na Ásia, e um quarto em África. A proporção de pessoas que passam fome, porém, é maior na África 33% do que na Ásia 16%. Os números mais recentes da FAO indicam que existem 22 países, 16 dos quais na África, em que a prevalência de desnutrição é mais de 35% .

Em geral, os países que conseguiram reduzir a fome foram caracterizados por um crescimento económico mais rápido e mais especificamente um crescimento rápido nos respectivos setores agrícolas. Eles também apresentaram mais lento crescimento da população, níveis mais baixos de HIV e de uma classificação mais elevada no Índice de Desenvolvimento Humano.

Como tal, segundo a FAO, a abordagem da agricultura e do crescimento da população é essencial para alcançar a segurança alimentar. Outras organizações e pessoas também chegaram a esta conclusão e defender melhorias na agricultura e controle da população.

USAID propõe várias medidas essenciais para aumentar a produtividade agrícola, que é fundamental para aumentar a renda rural e reduzir a insegurança alimentar. Elas incluem:

Estimular ciência e tecnologia agricolas. Os atuais rendimentos agrícolas não são suficientes para alimentar a crescente população. Eventualmente, o aumento da produtividade agrícola impulsiona o crescimento econômico.
Garantir os direitos de propriedade e acesso ao financiamento.
Valorizar o capital humano através da educação e da melhoria da saúde.
Prevenção e resolução de conflitos e mecanismos da democracia e da governação com base nos princípios da responsabilização e da transparência nas instituições públicas e do Estado de direito são fundamentais para reduzir os membros mais vulneráveis da sociedade.

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio das Nações Unidas são uma das iniciativas com o objetivo de alcançar a segurança alimentar no mundo. Na sua lista de objetivos, o primeiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio afirma que "é a erradicação da fome e da pobreza extrema" e que "a produtividade agrícola é suscetível de desempenhar um papel chave neste caso é para ser alcançado em tempo".

Dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, a erradicação da fome e da extrema pobreza depende da agricultura e é um convite para reduzir para metade a fome e a pobreza até 2015 em relação a 1990. Notavelmente, a recolha de plantas silvestres alimentares parece ser um eficiente método alternativo de subsistência em países tropicais, que podem desempenhar um papel na redução da pobreza.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo