06 março 2010

Conhecendo um pouco sobre os ursos na natureza

Urso-europeu Ursus arctos arctos está ameaçado de extinção por causa do desmatamento, caça e avanços urbanos, porém, na atualidade, as ameaças são apenas caças, incêndios e atropelamentos, pois o desmatamento e avanço urbano não são atividades ainda muito praticadas já que a Europa é um continente desenvolvido. Nos Pirineus, localizados entre França e Espanha, existem aproximadamente 100 exemplares sendo 20 na França e 80 na Espanha. Existem aproximadamente 1000 ursos nos países balcânicos e a maioria vive nas montanhas gregas. Existem, aproximadamente 900 exemplares nos países nórdicos.



Urso-cinzento Ursus arctos é uma variedade do urso-pardo que vive no noroeste dos Estados Unidos, nas Montanhas Rochosas, no Canadá e no Alasca e pode atingir 3 metros de altura e 700 kg de peso. A partir de 2002 os ursos pardos foram listados e considerados ameaçados nos Estados Unidos. Atualmente está em ação um projeto para restaurar os ursos em seis áreas de recuperação, em 22 de março de 2007, o governo americano declarou que os ursos pardos no entorno do Parque Nacional de Yellowstone já não precisam de Lei de Proteção de Espécies Ameaçadas. Em 2008, estimava-se que existiam 16.014 ursos pardos.

O urso-de-kodiak Ursus arctos middendorffi O tamanho dos machos varia muito e o peso fica entre 363 e 500 kg, podendo chegar a ter altura de até 4,00 m em posição bípede, com 1,30 m no garrote. Alguns machos pesarão mais de uma tonelada e terão 4 m de comprimento, mas são considerados como casos raros de gigantismo. É um animal solitário que só forma grupos quando se trata de uma fêmea e crias. Em liberdade vive até 20 anos. A caça a esta subespécie está permitida e é regulada para evitar excessos, já que, devido à reduzida área de distribuição, não se pode dizer que seja muito abundante. Cerca de dois terços da ilha Kodiak encontra-se dentro dos limites do refugio da Kodiak National Wildlife, onde a caça não é permitida.

Urso-siríaco Ursus arctos syriacus é uma subespécie de urso-pardo que vive nas montanhas do Oriente Médio. É menor do que o Urso pardo Eurasiano, pesando mais de 190 kg.

Urso-de-óculos, urso-andino ou ainda urso-de-lunetas Tremarctos ornatus é o único urso característico da América do Sul e é considerado como uma espécie vulnerável, a mais vulnerável de todos os ursídeos, com exceção ao seu primo mais próximo, o panda gigante da República Popular da China. Os machos podem chegar a pesar cerca de 120 kg enquanto que as fêmeas, bem menores, chegam a pesar 60 kg. Sabe-se muito pouco sobre a vida e hábitos do urso-andino até o presente momento 2006, especialmente se forem levados em conta o grande número de empreendimentos científicos dedicados ao estudo de outras espécies ursinas.

Panda-gigante Ailuropoda melanoleuca extremamente dócil e tímido, dificilmente ataca o homem, a não ser quando extremamente irritado. A baixa taxa de natalidade, a alta taxa de mortalidade infantil e a destruição de seu ambiente natural colocam o panda sob ameaça de extinção. A caça não representa problemas devido às rígidas leis chinesas. O número de pandas selvagens na China está estimado em 1.596. Em 2000 contavam-se 1.114 exemplares, espalhados por territórios que têm uma superfície total de 23.000 km² nas províncias de Sichuan. Estudos em 2006, baseados em exame de DNA coletado em fezes, indicam que possam haver pelo menos 3.000 animais em liberdade. Existem 183 pandas-gigantes em cativeiro na China, 100 dos quais, estão em um centro especializado em Sichuan. Outros 20 espécimes se encontram distribuídos pelos principais zoológicos do mundo. A expectativa de vida de um panda é de 13 anos.

Panda-vermelho ou panda-pequeno, também conhecido como raposa-de-fogo ou gato-de-fogo Ailurus fulgens é nativo das regiões montanhosas do Himalaia e do sul da China e está associado às florestas temperadas de altitude e a bambuzais. É um animal solitário, territorialista e de hábito crepuscular e noturno. Sua alimentação é principalmente composta por bambu. Está em perigo de extinção, devido à destruição do habitat pela expansão humana, da agricultura, da pecuária e do extrativismo de recursos naturais. A caça ilegal também é outro importante fator que contribui para a diminuição da população de pandas. É um animal comum em zoológicos, principalmente da América do Norte e Europa, reproduzindo-se bem em cativeiro. O panda-vermelho é classificado, pela IUCN como sendo vulnerável. A população foi estimada em menos de 2.500 animais adultos em 1999 e entre 16 mil e 20 mil em 2001. O panda-vermelho é relativamente comum em jardins zoológicos ao redor do mundo, em 1992 existiam mais de 300 animais distribuídos em 85 zoológicos.

Urso-negro Ursus americanus encontrado do Alasca ao Norte do México pode chegar a até 1,80 m de comprimento e 270 kg. Possui a pelagem geralmente de cor negra, chocolate ou canela. Algumas subespécies estão ameaçadas de extinção. O urso negro norte-americano está listado pela IUCN como Pouco preocupante, devido à ampla distribuição da subespécie, sua população global é estimada ser duas vezes maior do que todas as outras espécies juntas. Até 85% da dieta do urso-negro é composta de vegetação, eles tendem a se alimentar de vegetação mais macia do que os ursos marrons. A população de ursos pretos canadenses está entre 327.200 e 341.200, com base em pesquisa feita no início de 1990. A população total de ursos negros nos Estados Unidos foi estimada entre 186.881 e 206.751, apesar de isto excluir as populações do Alaska, Idaho, Dakota do Sul, Texas e Wyoming, cuja populações são desconhecidas.

Urso-negro-asiático Ursus thibetanus ou Ursus tibetanus, também conhecido por urso-negro-tibetano, urso-negro-himalaio ou urso-lua, é um urso de tamanho médio, garras afiadas e pelagem negra com uma marca branca ou creme em forma de V no peito. Conforme relatado em 2009, cerca de 1374 ursos são encontrados na Coréia do Sul, entre 5 e 6,000 ursos na russia, 7 e 9,000 na Índia e 1000 no Paquistão.

Urso-beiçudo Melursus ursinus é um animal notivago muito raro que habita as florestas da Índia e Nepal. Os machos são maiores que as fêmeas, atingindo até 1,80 m de comprimento e 175 kg peso.

Urso-malaio Ursus malayanus é um urso do Sudeste asiático. Possui até 1,40 m de comprimento e pelagem curta e negra. É o menor dos ursos. Também é conhecido pelo nome de urso-dos-coqueiros. Os adultos quase não têm predadores, exceto os seres humanos, devido à sua forte reputação e dentes formidáveis Ocasionalmente, pode ser atacados pelos tigres ou cobras gigantes. Outros possíveis predadores são os leopardos. O IUCN classifica o Urso Malaio como Dados insuficientes a vulneráveis na lista de animais ameaçados a partir de 2007.

Urso-polar Ursus maritimus, também conhecido como urso-branco, o urso-polar é citado pela CITES sob baixo risco de extinção. Contudo alguns fatores podem mudar esta situação para pior. O encolhimento das camadas de gelo e o prolongamento do verão vêm obrigando os ursos-polares a buscar comida em lugares habitados, colocando a espécie em conflito com o homem. Em 2005, testemunhas afirmaram ter visto um total de cerca de 40 ursos nadando centenas de quilômetros em busca de alguma camada de gelo flutuante à qual pudessem subir. Viram-se pelo menos quatro corpos de ursos flutuando até 260 km de distância do gelo ou terra firme. A população atual de ursos polares é estimada entre 22 000 e 27 000 indivíduos, 60% dos quais vivendo no Norte do Canadá.


”SaibaSaiba mais sobre Ameaça de Extinção

1 Comentário:

Suziley disse...

Que lindos são os ursos...eu os acho maravilhosos!!
Um grande abraço, Cleisson!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo