02 março 2010

Conhecendo um pouco sobre os Lemures


Os lemures são primatas endêmicos da ilha de Madagáscar. A partir de 2008 foram reconhecidas 5 famílias, 15 gêneros, 99 espécies e subespécie de lemures.

Das 99 espécies e subespécies, a União Internacional para a Conservação da Natureza UICN classifica 8 como Criticamente em Perigo, 18 como ameaçadas, 14 como Vulneráveis, 5 como quase ameaçados, 8 como preocupante, 43 com dados insuficientes e 3 ainda não foram avaliadas. De 2000 até 2008, 39 novas espécies foram descritas.

Entre eles estão o menor primata do mundo, o Lemure Mouse Madame Berthe, o comprimento médio do seu corpo é de 92 milímetros e pesa cerca de 30 gramas.

O Indri é o maior dos lemures que ainda podemos ver na natureza. Tem um comprimento de 64 a 72 cm e pode atingir cerca de 120 cm com as pernas totalmente estendidas. Ela pode pesar até 13 kg.

O número de espécies de lêmures deve continuar crescendo nos próximos anos, com estudos de campo, citogenética e genética molecular. Não existe acordo total sobre as últimas revisões para a taxonomia dos lemures.

Quase 25% de todas as espécies estão em risco ou perigo crítico, a maioria ainda têm de ser amplamente estudada e quase todas as populações estão em declínio. Por estas razões, taxonomistas e conservacionistas estão dividindo-os em espécies distintas para desenvolver uma estratégia eficaz para a conservação de toda a gama de diversidade do lemur.

Pelo menos 17 espécies e 8 gêneros devem ter sido extintos nos 2.000 anos desde que os primeiros humanos chegaram em Madagascar. Todas as espécies conhecidas que foram extintas eram de grande porte variando em peso de 10 a 200 kg. A extinção das maiores espécies de lemures é atribuída a predação dos seres humanos e, possivelmente, a destruição do habitat. Uma vez que todos os lêmures extintos não só eram grandes e, portanto, presas ideal, mas também lentos e portanto mais vulneráveis à predação humana, presumivelmente sua lenta reprodução e as populações de baixa densidade deram menos chances de sobreviverem a introdução de seres humanos.

Eles variam em peso de 30 g o Lemure Mouse Madame Berthe até algo em torno de 9,5 kg do Indri. A maioria são arbóreos com padrões de atividade variando amplamente de noturno para diurno. Tendo se diversificado ao longo de milhões de anos para preencher todos os nicho ecológico, as dietas também variam muito, apesar de frutas, folhas e insetos constituirem a maioria da dieta para muitas espécies.

1 Comentário:

Suziley disse...

Oi, Cleisson, muito legal estas informações!!
Obrigada. Boa noite, um grande abraço, :)
Suziley.

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo