02 junho 2010

O safari da Copa, futebol e ecologia na África do Sul

Para os apaixonados por futebol e amantes da natureza não poderia haver um lugar melhor para realização da Copa do Mundo de futebol 2010: A África do Sul. Entre um jogo e outro, depois da emoção dentro do estádio podemos ter emoções mais fortes conhecendo a magnífica natureza dos bafana bafana.


Você pode fazer parte de um Safari!?
Safari é uma expedição por terra em lugares selvagens, tipicamente as viagens de caça ou turismo pela África. Tradicionalmente o safari refere-se a caçada de animais selvagens pela savana africana ou selva, atualmente os safaris são jornadas para observação e fotografia da vida selvagem, como mamíferos carnívoros, primatas, ruminantes, roedores, pássaros e répteis típicos da savana.



A África do Sul ocupa a sexta posição entre os dezessete países do mundo chamados megadiversos, que são os países que possuem o maior número de espécies da fauna e flora conhecidos. Com mais de 20 mil plantas diferentes, ou cerca de 10% de todas as espécies de plantas conhecidas na Terra, é particularmente rico em biodiversidade vegetal.

Existem ao longo do território sul africano muitas áreas protegidas para preservação, a maioria dessas áreas são destinadas a conservação da flora e da fauna, incluindo parques nacionais, jardins botânicos e áreas multi fronterissas, aquelas que ocupam terras em diferentes países.

Entre essas áreas vamos destacar:
As áreas protegidas da região floral do Cabo, que é compostas por oito áreas protegidas, cobrindo um total de 553.000 ha, localizadas nas províncias do Cabo Oriental e Cabo Ocidental da África do Sul, encontram-se numa das regiões do mundo com maior riqueza florística. Apesar desta região representar menos que 5% da superfície de África, ela contém cerca de 20% de todas as espécies de plantas nativas do continente. Além disso, a biodiversidade é também excepcional ao nível do número de espécies. A sua flora típica é denominada Fynbos, da língua africânder significa aproximadamente “flora fina” ou “mato bonito”, cerca de 30% são espécies endémicas ou seja você só vai ve-las nessa região.

O Parque das Aves  mais conhecido como Santuário dos Pássaros de Amanzimtoti. A área é de aproximadamente 4ha de terra, incluindo uma barragem num afluente do Rio Amanzimtoti. Há áreas para piquenique e trilhas na mata. O santuário é o lar de grandes bandos de gansos gambensis Plectropterus e patos da espécie viduata Dendrocynga. O Santuário também é casa de espécies muito ameaçadas de extinção.

O Parque Nacional dos Elefantes, situado perto de Porto Elizabeth, recebe cerca de 120 mil visitantes anualmente. Os visitantes internacionais compõem 54% desse número, com a maioria sendo Alemães, Holandeses e Britânicos. Há um acampamento principal, com piscina, restaurante e diferentes ambientes, quatro campos de repouso e outros quatro campos controlados pelas concessionárias. Mais de 450 elefantes, 400 búfalos do Cabo, cerca de 48 rinocerontes negros, espécie criticamente ameaçada de extinção, bem como uma variedade de espécies de antílopes. Leões e hienas manchadas, recentemente, também foram re-introduzidos na área.

O Parque Nacional das Agulhas, localizado cerca de 200 km a sudeste da Cidade do Cabo na planície das Agulhas. A principal atração turística do parque é o Cabo das Agulhas, a ponta sul da África e o ponto de encontro dos oceanos Indico e Atlântico. Próximo está o Farol das Agulhas, o segundo mais antigo da África do Sul, que possui um pequeno museu e uma casa de chá.

O Parque Nacional Kruger, a maior área de conservação de fauna da África do Sul, com uma área de 20 000 km2. Está localizado no nordeste do país e faz fronteira com Moçambique. Tem uma extensão de cerca de 350 km de norte a sul e 60 km de leste a oeste. Juntamente com o Parque Nacional do Limpopo, em Moçambique e com o Parque Nacional Gonarezhou, no Zimbabwe, forma a Área de Conservação Transfronteiriça do Grande Limpopo. É uma boa escolha para quem quer fazer um safari de aventura na África do Sul na sua área de savana. O parque contabiliza uma das maiores reservas de mamíferos selvagens do mundo, com as seguintes características: cerca de 140 espécies de mamíferos, incluindo o big five: leão, leopardo, búfalo, elefante e rinoceronte; ruminantes: girafa, zebra, gnu, impala e outras espécies de antílopes; mais de 500 espécies de pássaros; cerca de 114 espécies de répteis; 49 espécies de peixes; 33 espécies de anfíbios; flora com 23 mil espécies de plantas, vegetação de árvores e arbustos.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo