29 junho 2009

Presente e futuro poluido

O precursor da poluição gerada pelos seres vivos teria origem em uma função natural da sua existência. Nesse tempo as consequências sobre a viabilidade da população e seus níveis de poluição caíram dentro da esfera da seleção natural. Os efeitos dessa primeira onda de poluição teria csausado o desaparecimento de população local ou em última análise, de espécies em extinção.

Os processos que foram insustentável teriam conduzido a um novo equilíbrio trazido pelas mudanças e adaptações. No extremo, de qualquer forma de vida, a consideração de poluição é substituída pela de sobrevivência. Para a humanidade, a tecnologia é um fator de distinção e reflexão crítica, como um facilitador e uma fonte adicional de derivados.

A preocupação humana em relação a sobrevivencia do planeta nos tras a luta pela qualidade de vida e contra os perigos para a saúde.

Estudos científicos propoem um tratamento moderno da toxicidade e dos danos ambientasis. Exemplos práticos comuns dos campos são: a medição e controle das emissões de poluentes nos automóveis, a exposição industrial, por exemplo, Administração de Saúde e Segurança Ocupacional, toxicologia e medicina, por exemplo, controle de medicamentos e doses de radiação.

"A solução para a poluição é diluição", é um ditado que resume uma abordagem tradicional da gestão da poluição suficientemente diluída em que a poluição não é nociva. É bem adequada para ser aplicada em ocasiões localmente, tais como aplicações de segurança em laboratório e de materiais perigosos e com processo de gestão de emergências. Mas o diluente é virtualmente ilimitado e o abastecimento para a aplicação e as diluições resultantes são aceitáveis em todos os casos.

Esse simples tratamento de poluição ambiental, em uma escala mais ampla poderia ter tido maior mérito, em séculos anteriores, quando a sobrevivência física, foi muitas vezes mais alta imperativa, a população humana e as densidades mais baixas, as tecnologias eram mais simples e os seus derivados mais benignos. Mas isto muitas vezes já não é o caso. Além disso, os avanços têm permitido aos medição das concentrações que não foram possíveis antes.

A utilização de métodos estatísticos na avaliação dos resultados tem demonstrado, em alguns casos, que os modelos deterministas são impraticável ou inviáveies. Além disso, a análise do ambiente além do impacto direto sobre os seres humanosn vem ganhando destaque. No entanto, na ausência de um substituto, esta abordagem de práticas mais antigas predominam em todo o mundo.

É a base pela qual se pode medir as concentrações de efluente de libertação legal. Os casos onde o nível de liberação de poluentes controlado é demasiadamente elevado ou negligenciado são aplicadas sansões e restrições legais. A passagem da diluição para a eliminação da poluição, em muitos casos, é confrontada por desafiar as barreiras econômicas e tecnológicas.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo