18 abril 2009

A rainha que põe 80000 ovos por dia

O mundo animal é curioso e impressionante ao mesmo tempo, se pararmos para pensar nos detalhes e observarmos a cada espécie com um olhar especial sempre nos surpreenderemos.


Vamos falar um pouco de um bichinho que que muitas vezes nos da umatremenda dor de cabeça e que tem uma vida pra lá de reprodutiva.

Os cupins são mais conhecidos por sua importância econômica como pragas de madeira e de outros materiais celulósicos, ou ainda pragas agrícolas entretanto apenas cerca de 10% das espécies conhecidas de cupins estão registradas como tal.


Estão entre os mais abundantes invertebrados de solo de ecossistemas tropicais. Esta grande abundância dos cupins nos ecossistemas, aliada à existência de diferentes simbiontes, confere a estes insetos a possibilidade de desempenhar papéis como o de “super decompositores” e auxiliares no balanço Carbono-Nitrogênio.

Mais espécies de cupins podem ser encontradas num único hectare de floresta ou savana tropicais do que em toda a América do Norte e Europa juntas.

70% dos cupins do mundo, são os chamados cupins “superiores” que possuem bactérias para produzirem a sua própria celulase.

Uma colônia típica é constituída de um casal reprodutor, rei e rainha, que se ocupa apenas de produzir ovos.

Todos os cupins são eussociais, possuindo castas estéreis soldados e operários.

Para se deslocarem à superfície protegendo-se dos seus predadores e evitar a luz do sol, constroem com grande rapidez túneis.

Muitas espécies constituem as chamadas termiteiras ou termiteiros. São montes de forma aproximadamente cilíndrica que podem atingir até nove metros de altura.
Os cupins são, provavelmente, o grupo de insetos que apresentam a mais longa vida adulta reprodutiva.

Não se sabe exatamente quantos anos uma rainha de cupim pode viver, mas existem registros que sugerem longevidade de mais de 40 anos em algumas espécies.

São fundamentais na reciclagem de nutrientes em muitos ambientes naturais.

Além disto os cupins são uma importante fonte de alimento para artrópodes, anfíbios, répteis, pássaros e mamíferos que forrageiam no solo.

Cupins podem chegar facilmente ao nono andar de um prédio.

Controlar cupins é, certamente, um dos mais difíceis desafios técnicos enfrentados pelos profissionais de controle de pragas do mundo inteiro. O sucesso no controle de qualquer praga e em especial, dos cupins depende diretamente do nível de conhecimento sobre a biologia e comportamento das espécies alvo e da correta interpretação das diversas variáveis que intervém em cada situação.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo