22 fevereiro 2009

Sustentábilidade na industria, necessidade porém pouco aplicável

Auto-sustentabilidade é um conceito em ecologia que define a exploração de recursos naturais em base não-predatória. Isto significa a implementação ou a racionalização de projetos de exploração de modo que:

Causem mínimo impacto sobre o meio-ambiente circundante, e sobre os recursos que não são diretamente utilizados pelo projeto.


Dêem tempo à natureza de recompor os recursos renováveis de interesse do projeto.


Tenham retorno monetário suficiente para o sustento das pessoas envolvidas e suas famílias com dignidade, de modo que não precisem super-explorar o meio, ou recorrer a outras práticas predatórias, para complementarem sua renda.

Tendo estes três componentes, o projeto é considerado auto-sustentável, porque deste modo a exploração de dados recursos pode se prolongar indefinidamente ao menos em teoria. A atividade sustenta a si mesma, sem necessidade de recorrer a recursos externos para sua manutenção.


A auto-sustentabilidade geralmente está associada à atividade extrativista praticada por pequenas comunidades, devido às características destas atividades e também porque seu custo é mais alto e o lucro oferecido por projetos deste tipo, no curto prazo, é bem menor do que o exigido por grandes empreendimentos comerciais.


Inicia-se atualmente uma tendência de grandes empresas adotarem este conceito, assumindo os custos mais altos e oferecendo produtos mais caros para um público consumidor consciente de sua responsabilidade ecológica. Entretanto, são ainda medidas tímidas, se comparadas com as necessidades evidentes, e limitadas aos mercados consumidores mais ricos, notadamente o europeu. O consumidor pobre sempre acaba optando por produtos mais baratos, e ecologicamente incorretos, mesmo que tenha consciência disto. Contam ainda com o empecilho da necessidade de obtenção de selos e certificados que garantam ao consumidor a procedência dos produtos, emitidos por organizações idôneas, o que aumenta mais o custo.

Apesar de desejável em outros campos, como na agricultura, a auto-sustentabilidade não é um conceito de aplicação geral na sociedade industrial, já que esta depende da exploração de recursos minerais, não-renováveis, cujo esgotamento é inevitável. Apesar disto, os ecólogos são unânimes ao afirmarem que a exploração dos recursos naturais segundo os modelos dominantes atualmente envolve grande dose de irracionalidade e desperdício, e pode em pouco tempo levar ao esgotamento irreversível dos recursos renováveis.

1 Comentário:

Eduardo Marculino disse...

quero lhe oferecer um presente simbólico do meu blog História Viva
http://historianovest.blogspot.com/2009/02/selo-esperanca-brasil.html
obrigado

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo