21 fevereiro 2009

Folia com saúde, evite problemas durante o carnaval

Especialistas explicam como evitar os problemas cardíacos, que aumentam 20% no Carnaval mas também alertam para a saúde do coração. Durante os dias de folia, aumenta 20% o número de ataques cardíacos e derrames, segundo dados do Instituto Nacional de Cardiologia (INC), em especial devido à má alimentação e ao consumo de álcool. Por isso, o instituto divulgou orientações sobre atitudes para garantir um Carnaval sem sustos.

De acordo com o diretor do INC, Marco Antonio Mattos, pessoas que têm problemas cardíacos não devem cair na folia sem consultar, antes, um cardiologista, e realizar exames clínicos, de sangue, eletrocardiograma e teste ergométrico. Além disso, evitar excessos, não fumar, não beber e respeitar os próprios limites devem fazer parte dos dias de Carnaval, alerta o médico.“Fumantes, hipertensos, diabéticos e sedentários formam o grupo que mais apresenta problemas no Carnaval. Normalmente eles se esquecem de tomar remédios e se exercitam mais do que podem. Disciplina redobrada é fundamental”, declara.

O médico lembra também que a emoção descontrolada pode elevar a pressão arterial e comprometer o bom funcionamento do coração. Por isso, o hipertenso precisa reduzir o sal e consumir frutas que tenham potássio, como banana, laranja e melão. Segundo Marco Antonio, é importante verificar sempre a pressão e mantê-la sob controle.

Outra atitude que não pode faltar é manter o corpo hidratado e consumir alimentos leves e saudáveis, como saladas e sanduíches naturais. “Além de muita água é importante ingerir isotônicos, água-de-coco e sucos.

O consumo de gorduras aumenta o colesterol, que é um dos fatores de risco para o infarto”, alerta Marcelo Barros, chefe da nutrição do INC.

Além de problemas no coração, outro mal que pode estragar o Carnaval são as dores de cabeça. Segundo o neurologista Abouch Krymchantowski, para evitar o incômodo típico da ressaca é fundamental comer frutas antes de beber, evitar alimentos de díficil digestão, fugir dos lugares cheios e não tomar café durante a ressaca, devido ao seu efeito diurético.


Além disso, não misturar bebidas e beber pouco diminui a intensidade da ressaca. “Tenha sempre um analgésico prescrito pelo médico e não beba mais durante a manhã para ‘curar’ a ressaca”, Alerta.

Fonte: Terra

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo