01 janeiro 2009

Mais um pouco da Amazônia nos foi tirado em 2008

A degradação da Amazônia em 2008 foi maior que o estado de Sergipe

As áreas degradadas na Amazônia avançaram 24,9 mil quilômetros quadrados em 2008.A área é superior ao estado de Sergipe, e corresponde a locais onde a floresta foi parcialmente derrubada. Em relação à estimativa de 2007 – 14.915 km² degradados – houve um crescimento de 67%.Derrubada parcial da mata acontece quando há retirada ilegal de madeira, e é o primeiro passo para o desmatamento completo.

Batizado de Degrad, o sistema aponta que o estado que mais sofreu degradação florestal neste ano foi Mato Grosso, onde 12.534 km² de mata foram prejudicadas. Em seguida vem o Pará (7.708 km²) e Maranhão (3.978 km²). Os outros estados da Amazônia Legal tiveram menos que mil quilômetros quadrados degradados.Segundo estudos do Inpe, a destruição parcial da floresta acontece quando madeireiros retiram as árvores de valor comercial, e é o primeiro passo para o desmatamento total, chamado de “corte raso”.

É no período em que a mata já foi parcialmente destruída que também acontece a maioria das queimadas. O instituto calcula que cerca de 13% da área degradada em 2007 foi completamente destruída em 2008.

Para medir a retirada parcial das árvores, o Degrad utiliza as mesmas imagens de satélite que o sistema Prodes, que detecta o corte raso na Amazônia desde 1988. Informações divulgadas em novembro pelo Inpe apontam que a destruição completa da mata atingiu 11.968 km² entre agosto de 2007 e julho de 2008, um crescimento de 3,8% em relação ao período anterior.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Seja bem vindo ao Blog do Planeta.
Obrigado pela atenção dedicada.
Espero que tenham gostado do nosso conteúdo.
Fique a vontade para comentar.
Caso tenha problemas no comentário use o formulario logo abaixo.
Obrigado!
Cleisson

Referências e Tráfego
PageRank
Redes Sociais
Apoio

  © Planeta do Bem - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo